As vendas de asfalto da Petrobras atingiram recorde em 2023. Foram comercializadas 2,5 milhões de toneladas do produto, a maior quantidade desde 2014.

O desempenho obtido se deve à eficiência e disponibilidade operacional do parque de refino de atender à demanda decorrente de obras de pavimentação do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e dos órgãos estaduais e municipais correlatos, além das concessões rodoviárias. O asfalto é vendido a distribuidoras, que comercializam o produto junto aos clientes finais.

De acordo com William França, diretor de Processos Industriais e Produtos da Petrobras, o recorde de vendas de asfalto atesta o empenho da Petrobras em investir no refino para atender aos compromissos comerciais com confiabilidade, disponibilidade operacional e rentabilidade, sempre garantindo a segurança das operações.

O executivo também destaca o retorno à sociedade. “O maior volume de vendas significa maior arrecadação de impostos e mais pavimentação estruturante, ambos os benefícios de suma importância para a economia dos estados sob área de abrangência da Petrobras”, afirma.

Recorde em vendas de asfalto

Para conquistar essa marca recorde, várias refinarias atingiram seus recordes individuais:

  • LUBNOR – 223 mil toneladas – maior venda desde 2014
  • REGAP – 676 mil toneladas – maior venda desde 2014
  • REPAR – 451 mil toneladas – maior venda desde 2010
  • REPLAN – 423 mil toneladas – maior venda desde 2014
  • REVAP – 313 mil toneladas – maior venda desde 2014
  • REFAP – 204 mil toneladas – maior venda histórica desde quando a REFAP foi reincorporada ao sistema Petrobras em 2011.

Confira notícias relacionadas