TechStart Agro Digital, programa destinado à aceleração e inovação aberta, chega à 5ª edição ajudando startups, empresas e instituições a acelerarem negócios e tecnologias para o agronegócio. Para fazer parte é necessário passar pelo processo de seleção, e o primeiro passo é preencher o formulário de inscrição, disponível gratuitamente na plataforma até 31 de março.

Até 15 de abril terá início a avaliação detalhada das informações fornecidas e, conforme as startups forem aprovadas, serão chamadas para o TechStart Aceleração. Esta etapa vai de abril a junho com 13 encontros online e ao vivo. As empresas mais avançadas se qualificam para participar da próxima fase, a trilha Techstart Growth, que será realizada de agosto a novembro.

Os temas priorizados na chamada 2024, cujo enfoque se dá em práticas ambientais, sociais e de governança (conhecidas como ESG, da sigla em inglês) e em lnteligência Artificial (IA), são: transformação digital das cadeias agropecuárias, promoção da sustentabilidade das cadeias de suprimentos da agropecuária, agrometeorologia e mudanças climáticas e, ainda, biotecnologia avançada aplicada à agropecuária.

A iniciativa, correalizada pela Embrapa Agricultura Digital e o Venture Hub, e tem o patrocínio da cooperativa Sicredi, tem como vantagens mentoria especializada, compartilhamento de recursos e acesso gratuito à AgroAPI , plataforma que oferece informações e modelos agropecuários gerados pela Embrapa. O acesso a espaços de coworking e a serviços de suporte jurídico também constam dos benefícios, além da formação de redes estratégicas a partir da interação com o ecossistema.

TechStart Agro Digital

Criado em 2019, o TechStart Agro Digital completa cinco anos de operação este ano reunindo startups, institutos de pesquisa, pequenas e médias empresas, investidores e mentores para promover o crescimento e a adoção de novas tecnologias digitais para o setor agropecuário.

Nesse período, o programa recebeu um total de 227 inscritos, tendo graduado 26 startups. Só em 2023, foram 66 inscrições, com a seleção de 24 participantes, dos quais cinco passaram pelo processo de aceleração.

“O programa está em constante aprimoramento, visando criar conexões voltadas a negócios, à solução de desafios e ao crescimento das startups”, observa Martha Bambini, coordenadora de operações da Embrapa Agricultura Digital. “Procuramos especialmente startups agrodigitais que já tenham passado pelas fases de validação inicial, tenham um time formado e estejam trabalhando nos temas da chamada.”

 

Confira notícias relacionadas