De 16 a 21 de outubro, será realizado em Singapura o CTBUH International Conference 2023, um dos maiores eventos do segmento da construção civil de prédios altos do mundo e que reúne os principais profissionais e apresenta as mais recentes tendências do mercado.

O tema da edição deste ano será “Humanizando a Alta Densidade – Pessoas, Natureza e o Reino Urbano”, que debaterá a premissa de que a urbanização de alta densidade pode apoiar uma vida saudável, além de trabalho e atividades cívicas e compromisso social. Também serão tratados temas sobre cidades do futuro e soluções para alcançar a equidade na habitação, criar melhores espaços sociais, reduzir as emissões de carbono, mitigar os efeitos das alterações climáticas e alcançar um equilíbrio no desenvolvimento que seja apropriado para o ambiente local e as condições culturais.

Durante o evento serão promovidas palestras e um concurso para eleger os melhores edifícios do planeta. Este ano, o Brasil terá, pela primeira vez, representantes tanto na plenária quanto no júri. Um deles será Stéphane Domeneghini, gerente de engenharia aplicada da construtora FG Empreendimentos. Ela estará no grupo de palestrantes e jurados da conferência.

“Participar de um evento desta magnitude é um marco para a construção civil do país, uma vez que estaremos com os principais players do segmento de prédios altos e podendo apresentar nossas tecnologias e também fomentar o nosso destino. Os chamados supertalls requerem cada vez mais inovações e soluções que dialoguem com toda a sociedade e, portanto, compartilhar o que já temos projetado e também as possibilidades criadas  trarão um grande desenvolvimento para todo o mercado”, comenta a engenheira.

Concurso

Participarão do concurso de melhores edifícios do mundo os vencedores do programa Prêmio de Excelência de 2023 promovido pelo CTBUH. São mais 100 projetos totalmente construídos e ainda a serem realizados que abrangem o cenário global da arquitetura em uma ampla gama de tipologias, clientela e intenções sociais.

Cada um deles vai, agora, competir pelo título de “melhor da categoria” na conferência. Na premiação, além da beleza, uma das preocupações é com a construção sustentável que não agrida o meio-ambiente.

“Os projetos e as cidades precisam, cada vez mais, desenvolver relações intrínsecas com o tecido urbano, tanto no que tange ao desenvolvimento quanto a adaptabilidade frente as mudanças climáticas e também a sustentabilidade para todas as espécies envolvidas nos ecossistemas”, completa Stéphane Domeneghini, será jurada na categoria Melhor Edifício Alto das Américas.

A listagem completa dos participantes pode ser conferida aqui.

Crédito da foto em destaque: Divulgação

Confira notícias relacionadas