A SaveFarm, iniciativa da Eirene Solutions, empresa que desenvolve soluções para o agronegócio, está participando da Agritechnica, maior feira de máquinas agrícolas do mundo, que acontece até o dia 18 de novembro em Hanover, na Alemanha. Sua grande atração para o evento é uma solução de inteligência artificial que otimiza a pulverização de plantações e transforma os equipamentos tradicionais em pulverizadores inteligentes.

Segundo a companhia, a tecnologia é compatível com todos os tipos de pulverizadores existentes no mercado e gera uma economia de até 95% no uso de defensivos agrícolas. Além disso, contribui para o meio ambiente, resultando em menos resíduos de embalagens e menos contaminação do solo e dos recursos hídricos, e gera redução no consumo de combustível, uma vez que não é preciso retornar à base várias vezes para abastecimento.

O sistema da SaveFarm possui sensores com câmeras de alta resolução, que são instalados nas barras dos pulverizadores. Com o apoio da IA, já treinada para isso, é realizada uma leitura de superfície do solo, identificando as ervas daninhas e outras pragas em meio à plantação e indicando os locais onde a aplicação de defensivos agrícolas é necessária. O operador da máquina consegue acompanhar todo o processo, receber diagnósticos e parametrizar a operação através de uma interface gráfica e touchscreen instalada na cabine.

A tecnologia de pulverização seletiva desenvolvida pela empresa pode ser usada nas mais variadas culturas, como soja, milho, algodão, cana-de-açúcar, eucalipto, entre outras. “Ela se adapta a qualquer cenário e pode ser usada em diferentes etapas da plantação, identificando as ervas daninhas inclusive em meio à cultura já crescida no solo. Nosso objetivo é fomentar a agricultura de precisão, utilizando a tecnologia como aliada dos produtores rurais”, diz  CEO Eduardo Marckmann.

A inteligência artificial da SaveFarm também pode ser usada para irrigação localizada da plantação, utilizando os recursos hídricos de forma racional. “Garantir a produção de alimentos com o menor impacto ambiental possível é um dos temas mais urgentes da atualidade e a tecnologia vem para ajudar neste processo em nível global. Não à toa, o tema deste ano da Agritechnica é a ‘produtividade verde’ e esperamos contribuir com este debate demonstrando a nossa solução no evento”, completa Marckmann.

 

Confira notícias relacionadas