A Samsung se dedica à agenda ESG (Environmental, Social and Governance ou Ambiental, Social e Governança) ao implementar ações que estimulam e convidam o consumidor a adotar hábitos ambientalmente responsáveis.

Em setembro de 2022, a empresa anunciou seu compromisso global de zerar as emissões de carbono até 2025. E ainda implementou novas iniciativas no Brasil e no mundo, como o Samsung Recicla, programa de logística reversa para descarte adequado e reciclagem de resíduos eletrônicos, e o Eco Troca, que oferece vouchers de desconto para consumidores que desejem trocar seu eletrodoméstico em qualquer estado de uso – de qualquer marca – por um novo do portfólio Samsung.

Helvio Kanamaru, diretor de Cidadania Corporativa e ESG da companhia para América Latina, dá mais detalhes sobre o trabalho realizado em prol do meio ambiente, e dá dicas de como o consumidor pode se engajar no dia a dia. Leia a entrevista na íntegra abaixo:

A Samsung tem metas relativas à sustentabilidade e à redução do impacto ambiental. Como a empresa estrutura esse compromisso?

Helvio Kanamaru: O foco na agenda ESG está presente em toda a cadeia produtiva da Samsung. A estratégia ambiental anunciada no fim do ano passado une esforços com o objetivo de combater as mudanças climáticas. Com isso, temos trabalhado em iniciativas para usar mais energia renovável, em novas tecnologias para o desenvolvimento de produtos com mais eficiência energética, para aumentar a reutilização de água, além do desenvolvimento de tecnologia de captura de carbono.

O Galaxy For The Planet, anunciado em 2021, é uma das ações pensadas para a nossa estratégia ambiental. Com ele, nós divulgamos um conjunto de metas a serem alcançadas até 2025, com o objetivo de reduzir a pegada ambiental da empresa e, consequentemente, diminuir o esgotamento de recursos naturais. É uma maneira de comunicar com transparência às pessoas sobre o nosso compromisso e cuidado com o planeta. Esse olhar atento ao meio ambiente pode ser observado na produção de novos equipamentos até o descarte dos produtos que chegam ao fim de sua vida útil.

Inicialmente, foram estabelecidas quatro metas. São elas: incorporar material reciclado em todos os novos produtos móveis da marca; eliminar todos os plásticos das embalagens de dispositivos móveis; reduzir o consumo de energia no modo espera de todos os carregadores de smartphones para menos de 0,005W, e zerar o descarte em aterros. Todos esses objetivos estão previstos para serem alcançados em até dois anos e estamos caminhando para isso.

Samsung anunciou o compromisso global de zerar as emissões de carbono até 2025 (Foto: “DepositPhotos“)

 

Como o consumidor pode melhorar sua relação com o meio ambiente na hora de adquirir um produto novo?

HK: Dar preferência às empresas que se comprometem com iniciativas de redução de impactos ambientais e aos produtos que contam com material reciclado é um ótimo ponto de partida. Quanto mais relevância as pessoas conferirem aos produtos ambientalmente responsáveis, mais as empresas vão se preocupar em aplicar essas iniciativas aos seus processos para não perder a atenção desses consumidores.

Por parte da população, existe ainda a facilidade em fiscalizar e cobrar as empresas por mais estratégias de sustentabilidade. Hoje em dia, as plataformas digitais trazem essa praticidade, permitindo que os consumidores tenham acesso a informações institucionais sobre a agenda ESG das empresas. Além disso, a origem dos produtos sustentáveis pode ser comprovada com testes, selos e certificados de órgãos e instituições reconhecidas. A Samsung, por exemplo, recebeu o Prêmio SEAL de Sustentabilidade Empresarial 2022 pelo reaproveitamento de plástico que seria descartado no oceano em produtos da linha Galaxy.

Além disso, em 2021, os modelos Samsung Neo QLED tornou-se a primeira tela a receber a certificação ‘Reducing CO2’ do Carbon Trust, consultoria climática global fundada pelo governo do Reino Unido com a missão de reagir às mudanças climáticas e reduzir os gases de efeito estufa (GEE), entre as TVs 4K e de resolução superior. A organização calcula sua certificação de pegada de carbono avaliando a quantidade de GEE gerada ao longo de todo o ciclo de vida do produto, desde a produção até o descarte, com base em padrões reconhecidos internacionalmente. O selo é concedido a um produto quando se comprova que sua pegada de carbono foi reduzida ano após ano, e os seis modelos certificados incluem três telas Neo QLED 8K e três telas Neo QLED 4K.

No ano seguinte, 16 modelos da linha 2022 da Samsung, incluindo 11 modelos da linha QLED, Crystal UHD e TVs Lifestyle, além de cinco monitores e produtos de sinalização, também obtiveram a certificação. Em 2023 o aplicativo SmartThings, presente em todo o portfólio de TVs do ano, através da Inteligência artificial, também está auxiliando na economia de consumo de energia dos televisores por meio do Modo Economia de Energia por IA, ao otimizar o gasto energético do mesmo com base em metadados.

Nossa linha de eletrodomésticos também se destaca no âmbito sustentável, graças a implementação da tecnologia Digital Inverter em produtos como geladeiras, aparelhos de ar-condicionado e máquinas de lavar, que garantem maior eficiência energética. Nossos modelos de lava e seca de 11kg são número um em economia de água na categoria, enquanto na categoria de ar-condicionado temos o produto mais eficiente e econômico do mercado segungo o Inmetro, o WindFree Pro Energy.

Os usuários podem e devem entrar em contato com as marcas que consomem para solicitar esses dados e informações, garantindo o uso de produtos ambientalmente responsáveis.

Quais produtos da Samsung têm materiais reciclados e quais são esses componentes?

HK: Desde o ano passado a Samsung vem lançando dispositivos móveis que incluem componentes reciclados em sua composição. Alguns exemplos disso são os smartphones das linhas Galaxy S e Galaxy Z, incluindo os dobráveis Galaxy Z Flip5 e Galaxy Z Fold5, lançados recentemente no Galaxy Unpacked. Componentes reciclados estão presentes também nos tablets da linha Galaxy Tab S9 e no notebook Galaxy Book3 Ultra.

Esses produtos foram desenvolvidos com componentes feitos a partir de redes de pesca recicladas, que a princípio seriam inadequadamente descartadas no oceano. No processo de produção dos notebooks premium Galaxy Book3 Ultra, também foram utilizados barris de água e garrafas de tereftalato de polietileno (PET). As embalagens dos produtos também foram repensadas para buscar a exclusão do uso de plástico nesse processo. Agora, esses produtos chegam aos consumidores em embalagens recicladas e de origem sustentável.

Notebooks premium Galaxy Book3 Ultra, da Samsung, são produzidos com materiais recicláveis (Foto: Divulgação)

 

Outro dispositivo que se destaca é o controle remoto SolarCell, implementado nos televisores da marca desde 2021. Composto por 24% de plástico reciclado, seu grande diferencial está na bateria. Ele contempla um painel solar que pode ser carregado por luz solar, pela própria luz ambiente da sua casa ou por USB. Essa mudança evita que milhões de baterias descartáveis sejam jogadas na natureza todos os anos.

Quais outros hábitos o consumidor pode adotar em seu dia a dia para contribuir com o planeta?

HK: Reduzir desperdícios é um primeiro passo fundamental. Reutilizar o que for possível e evitar acumular ou descartar incorretamente. A Samsung tem algumas iniciativas nesse sentido para auxiliar as pessoas a tomar melhores decisões em benefício ao meio ambiente.

Um bom é o Samsung Recicla, programa de logística reversa da empresa para estimular o descarte correto de eletroeletrônicos e eletrodomésticos antigos, quebrados ou sem uso de qualquer marca. A iniciativa, que dá ao consumidor opções para destinar esses produtos para a reciclagem de forma simples, registrou um aumento de 190% no volume de eletroeletrônicos e eletrodomésticos coletados no Brasil no primeiro semestre de 2022, em comparação ao mesmo período do ano anterior.

No caso dos produtos de pequeno e médio porte, como smartphones, baterias, cabos, fones, tablets, notebooks e televisores pequenos, é possível realizar o descarte nas urnas de coleta disponíveis nas lojas e assistências técnicas da Samsung em todo o Brasil. Já para o descarte de produtos de grande porte, como geladeiras e máquinas lava e seca, o consumidor pode solicitar a coleta direto em sua residência.

Esse programa de logística reversa está presente em oito países da América Latina e tem contribuído para o descarte apropriado de resíduos eletrônicos.

Outro hábito bastante útil e prático é a utilização da função SmartThings Energy, no aplicativo SmartThings da Samsung, que conecta os aparelhos inteligentes da casa exibindo diversas informações importantes direto no seu celular.

Ao baixar o app e conectar seus dispositivos, o usuário pode utilizar a ferramenta para acompanhar o consumo mensal de energia elétrica. Além desse acompanhamento, é possível visualizar informações sobre cobranças de possíveis taxas e receber alertas de gastos excessivos. Você também pode estabelecer metas para um consumo mais consciente, recebendo avisos caso elas não sejam cumpridas. A configuração é simples e intuitiva, e o próprio app faz recomendações de como diminuir sua pegada de carbono baseado nos hábitos do usuário.

 

Confira notícias relacionadas