A Raízen, empresa integrada de energia, garantiu um empréstimo verde de € 300 milhões, pela garantia da SACE, agência de fomento a exportações da Itália. O empréstimo, concedido por um grupo de bancos internacionais liderados pelo BNP Paribas, visa facilitar a cadeia de suprimentos dos exportadores italianos envolvidos no plano de investimentos sustentáveis da companhia nacional, que pretende alcançar 20 usinas de etanol de segunda geração (“E2G”) até 2030.

“Ser a primeira empresa da América Latina com aprovação para esse empréstimo reforça que estamos no caminho certo para posicionar o Brasil como um país líder na transição energética”, destaca Paula Kovarsky, VP de Sustentabilidade e Estratégia da Raízen.

Este é o primeiro empréstimo verde facilitado pela SACE no Brasil, cujo envolvimento vem por meio do Green Push, uma nova adição ao programa Push Strategy. Esta iniciativa reforça o posicionamento das PME italianas nas cadeias de abastecimento globais, com o objetivo de promover as exportações ‘Made in Italy’ em apoio à transição verde internacional.

Graças ao programa, a SACE garantiu € 7 bilhões em financiamento e organizou mais de 150 reuniões de correspondência de negócios, envolvendo mais de 5.500 empresas italianas, a maioria das quais são PMEs, tanto na Itália quanto no exterior.

Pauline Sebok, chefe da Região das Américas da SACE, comentou: “Estamos felizes em trabalhar em sinergia com o grupo de bancos para apoiar as iniciativas de desenvolvimento verde da Raízen. Através da nossa iniciativa Green Push, somos capazes de facilitar a ligação entre os principais intervenientes no setor energético e a cadeia de abastecimento das pequenas e médias empresas italianas, ao mesmo tempo que promovemos a sua experiência e a elevada qualidade dos produtos ‘Made in Italy’. Assim, a SACE desempenha um papel fundamental na liderança das exportações italianas em mercados estratégicos como o Brasil”.

Desde 2008, a SACE está presente no Brasil com um escritório em São Paulo que serve como um hub estratégico para empresas italianas que visam se expandir no mercado sul-americano, bem como um ponto focal para grandes compradores locais que buscam conexões com as cadeias de suprimentos ‘Made in Italy’.

Operando também no mercado doméstico na Itália, o BNP Paribas atuou como Banco Coordenador, Bookrunner, Banco de Documentação, Coordenador de Empréstimo Verde, Agente de Facilidade e Organizador Líder Mandatado. O banco é posicionado para estruturar um acordo que promova fluxos comerciais transfronteiriços entre os dois países e apoie o crescimento de uma indústria líder em combustíveis sustentáveis, por sua vez um elemento insubstituível no caminho para a descarbonização do setor de transportes.

“Produtos inovadores, como esse empréstimo verde, possibilitam o desenvolvimento de cadeias de suprimento de importação e exportação mais sustentáveis, o que contribui para o processo de transição energética de nossos clientes”, completa Rodrigo Jabur, responsável pelo atendimento de clientes corporativos do BNP Paribas Brasil.

Confira notícias relacionadas