Por: Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste

A Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco) e a Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS) deram início a um projeto pioneiro que visa a impulsionar a agricultura familiar na região do Centro-Oeste por meio do mapeamento e diagnóstico de áreas propícias para a implementação de sistemas de irrigação. O projeto, intitulado “Mapeamento-diagnóstico visando à identificação de polos de irrigação com potencial de implantação nas áreas destinadas à Agricultura Familiar no Centro-Oeste”, será coordenado pelo Prof. Dr. Ricardo Gava.

Agricultura familiar no Centro-Oeste

O objetivo central do projeto é realizar um diagnóstico nos estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás e no Distrito Federal, identificando áreas de agricultura familiar com potencial para a implementação de processos de irrigação, levando em consideração indicadores socioeconômicos. Serão mapeados os tipos de agriculturas por estado, com a quantificação das áreas plantadas, e será sinalizada a melhor técnica de irrigação por região/estado e por tipo de agricultura.

A Superintendente da Sudeco, Rose Modesto, destaca a importância estratégica do projeto para a promoção do desenvolvimento regional. “A agricultura familiar desempenha um papel fundamental em nossa economia e é essencial investir em tecnologias que aprimorem a produtividade e a sustentabilidade. O mapeamento e o diagnóstico propostos pelo projeto serão fundamentais para direcionar ações assertivas e fortalecer essa importante base econômica e por consequência fomentar o desenvolvimento socioeconômico da nossa região”, afirmou.

Além do mapeamento, o projeto inclui ações de orientação sobre a necessidade de assistência técnica aos agricultores, direcionamento para a alocação de linhas de financiamento adequadas à realidade, e envolvimento institucional para promover a valorização da ciência no desenvolvimento regional. Seminários, oficinas e reuniões serão realizados para apresentação das atividades e avaliação dos resultados alcançados.

O envolvimento de professores, pesquisadores e estudantes será crucial para o compartilhamento de informações e experiências indispensáveis ao desenvolvimento tecnológico. O Prof. Dr. Ricardo Gava ressalta a importância da parceria entre a academia e os órgãos governamentais. “Esta colaboração entre a UFMS, a Sudeco e outros parceiros é um passo significativo para impulsionar a agricultura familiar na região, combinando conhecimento acadêmico com a expertise prática necessária para transformar ideias em ações eficazes”, destacou.

O projeto, que visa tornar o Centro-Oeste uma referência em práticas sustentáveis de agricultura familiar, conta com o apoio de diversos parceiros e promete trazer benefícios duradouros para os pequenos agricultores da comunidade agrícola de todos os estados da região. Ainda em janeiro, a Sudeco encaminhará pedido de informações para os governos estaduais do Centro-Oeste a fim de colher as informações necessárias para o mapeamento estratégico do projeto.

Confira notícias relacionadas