A Petrorecôncavo, uma das principais operadoras independentes com foco em campos maduros em terra no Brasil, anunciou a interrupção temporária de parte da produção de petróleo e gás natural associado da companhia no Estado do Rio Grande do Norte.

Segundo a companhia, a razão é a impossibilidade de recebimento da produção no Ativo Industrial de Guamaré (AIG) que, conforme reportado por seu proprietário e operador, se deu em razão do gradual processo de retomada das atividades operacionais da Refinaria Clara Camarão após parada para manutenção geral programada.

As condições normais de recebimento deverão ser restabelecidas nos próximos dias.

Bacia Potiguar

A PetroRecôncavo também relatou que adquiriu dois blocos exploratórios localizados na Bacia Potiguar, no estado do Rio Grande do Norte, no 4º Ciclo da Oferta Permanente de Concessão da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Ambos refletem a incorporação de uma área de 56 Km² e estão localizados em áreas adjacentes às concessões já operadas.

“Com a aquisição, a companhia reforça sua estratégia de expandir a sua atuação em bacias em que já opera e detém expertise comprovada, além de se beneficiar das infraestruturas existentes para coleta e processamento primário de sua produção”, diz o comunicado enviado para a imprensa.

Confira notícias relacionadas