O BIM (Building Information Modeling ou Modelagem de Informação da Construção, em português) é uma metodologia para a geração de informação dentro da construção civil. É utilizado não apenas para a elaboração de projetos, pois, além do design, integra todos os dados necessários para elaboração de edificações, pontes, túneis, estradas, monumentos etc.

“Estamos falando de um grande avanço da tecnologia que permite a criação digital de um ou mais modelos virtuais de uma construção. Hoje, é a metodologia de geração de informação para a construção civil que expressa essa evolução dentro do mercado”, explica Gabriel Aguiar, arquiteto da GrowT, startup focada em projetos e incorporação imobiliária.

De acordo com o profissional, o BIM está relacionado a três palavras: interoperabilidade, processos e políticas. “Essa é a tríplice coroa do BIM. Os processos tratam de como a informação será gerada, as políticas são as leis, normas e pareceres técnicos, e a interoperabilidade é necessária para que as informações geradas entre as partes sejam compatíveis. Sem isso na geração da informação para a construção durante a modelagem não há BIM”, afirma.

Pensando nisso, Aguiar listou alguns benefícios da metodologia para as empresas. Confira:

1- Redução de custos

Economizar é um objetivo constante de qualquer empresa e essa é uma grande vantagem de quem utiliza o BIM, já que se trata de um caminho seguro para otimizar os custos de produção e execução de um projeto. “Isso acontece porque o BIM, por ser mais preciso, permite mais efetividade nas estimativas dos custos para produção e execução de tarefas em tempo menor do que o estimado, reduz desperdícios ao longo do projeto e contribui para a diminuição de erros que poderiam dar prejuízos”, relata o arquiteto.

2- Gestão de informação

Outro diferencial da metodologia é que ela trabalha com informação, o que permite mais precisão de dados daquilo que está sendo projetado. “Podemos dizer que esse é um dos maiores diferenciais do BIM, pois ele disponibiliza dados sobre materiais utilizados nos projetos, como o custo, tipo e forma, dando mais agilidade e, consequentemente, uma entrega mais eficiente”, destaca Aguiar.

3- Produtividade

A metodologia BIM veio também para diminuir o tempo de execução de tarefas ao longo do projeto. Isso, segundo o arquiteto, ocorre pela grande eficiência do banco de dados. Além disso, o BIM facilita a inserção e mudança de informações, precisão nos recursos e facilidade para localizar dados.

4- Controle virtual

Já pensou em planejar sua obra antes mesmo do projeto sair do papel? O Bim faz essa simulação em 4D. “Com esse benefício, a empresa pode estipular os processos que precisa executar, controlando cada etapa desse ciclo. Esse, inclusive, é considerado por muitos profissionais o maior benefício”, opina Aguiar.

5- Interação da equipe

O sistema é útil para todos os setores da empresa. Com essa natureza coletiva, a interação da equipe acaba sendo inevitável e necessária, o que é muito bom para a cultura da organização empresarial. “Toda a empresa se beneficia e utiliza o BIM, tanto o campo de engenharia, como arquitetura etc. Essa interação contribui para a organização do projeto que, consequentemente, garante um resultado positivo”, finaliza.

Confira notícias relacionadas